Tou podendo!!!

Mateus Costa, pode dentro da política

Santo de casa
Em meio às notícias negativas sobre o Senado, o senador José Sarney embarcou nesta quarta para o Amapá para participar, na quinta, de uma grande festa político-religiosa. Sua eleição para presidir o Senado pela terceira vez será festejada no dia do padroeiro do estado, São José de Macapá, principal data religiosa local. Sarney será recepcionado por dez mil pessoas no Aeroporto de Macapá, de onde seguirá em carreata até o Centro.

- Será uma grande recepção e vamos levar dez mil pessoas ao aeroporto. Para a população do Amapá, é um bom número - disse o senador Gilvam Borges (PMDB-AP).

O deputado estadual Dalton Martins (PMDB), disse considerar apropriado associar a homenagem ao padroeiro ao político. - O Sarney sempre prestigiou a festa de São José, e esta homenagem é justa para quem trouxe tantos benefícios para o estado e que agora, novamente, ocupa um dos principais cargos públicos do país - disse.

O dono do mar

O deputado federal Domingos Dutra usou a tribuna da Câmara no começo do mês para acusou Sarney de ser dono de 15 praias no município de Raposa, na ilha de São Luis, o que atrapalharia o turismo no Maranhão. Isso representa 38% das terras do município.

1 comentários:

Alceu disse...

Vejam como está o Dom Bigodon, na ótica dos amapaenses:
Do blog Visão Crítica

A barata no bico da galinha

“Estou me sentindo que nem barata em bico de galinha”. A frase, verdadeira confissão de desconforto, foi dita pelo presidente do Senado, José Sarney, o inefável, inexprimível e inexpressável representante do Amapá, autor do deslocamento de funcionários da segurança senatorial para São Luís, a pretexto de protegê-lo da sanha assassina de algum leitor inconformado com a prosa literária do imortal de fardão. A imagem da barata no bico da penosa provoca a imaginação: baratão enorme, de antenas compridas e irrequietas, de asas marrons lustrosas, de patas como serras, de cabeça pequena e calva…e de bigodes abundantes. Sim, um baratão bigodudo, diferente das outras de sua espécie, mirradas, maranhenses, quase formigas em sua pequenez.(Leia mais)

Postado por Alcinéa Cavalcante às

Postar um comentário

Para fazer comentário use sua Contas do Google como a do gmail, orkut entre outros. Qualquer comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do seu autor.Comentários com palavras ofensivas e xingamentos serão excluídos.É livre a manifestação do contraditório desde citado o titular. De já agradeço.