O que fazer para gerar empregos em São Mateus do Maranhão?



Para criar novas oportunidades de geração de empregos e incremento na renda, na Prefeitura Municipal de São Mateus do Maranhão, é necessário primeiro, vontade política, depois disso é só usar os mecanismos legais, criatividade e uma boa equipe de governo.

Estimular a inovação e modernização das Micro e Pequenas Empresas (MPE's) e da agricultura familiar na cidade não é “bicho de sete cabeças”. Qualificar a mão de obrar e pagar um salário justo aos trabalhadores também é importante para ter melhor efetividade nas empresas, sub emprego não é bom para o empregado e nem para a imagem das empresas.  O resultado desses investimentos se reflete na qualidade de vida dos moradores. Assim como na maioria das cidades do Brasil, em São Mateus são as MPE's que geram o maior número de empregos e propiciam a circulação das riquezas locais. 

Nos últimos anos, São Mateus do Maranhão tem demonstrado potencial para geração de empregos formais e muitos informais. Mas não basta ter potencial, sem a ajuda e o apoio do Gestor Público. 

Com estas ações, a Prefeitura Municipal proporcionaria a inclusão sócio-econômica, através da capacitação e qualificação da população que contribuem, diretamente, para a entrada e permanência no mercado de trabalho e no desenvolvimento do trabalhador.
Outro ponto importante para a geração de emprego é a agricultura. Cerca de quatro milhões de pequenas propriedades rurais empregam mão-de-obra do campo e produzem boa parte dos alimentos consumidos pela população brasileira.

A criação das cooperativas é a oportunidade de tornar a economia da agricultura familiar ainda mais forte e mais competitiva em São Mateus. É a produção familiar quem dinamiza a economia local e gera postos de trabalho.




Os agricultores também deveriam participar do Programa de Aquisição de Alimentos do governo federal. A ação deveria comprar a produção e distribui os alimentos a entidades sociais. A compra de alimentos orgânicos para a merenda escolar deveria ser uma realidade em nossa cidade, além de gerar emprego, levaria qualidade na alimentação dos alunos.

A grande maioria dos pequenos agricultores, porém, consegue produzir apenas para a própria subsistência. Temos uma longa caminhada para universalizar o acesso ao crédito. A maior parte desses agricultores familiares não recebe recurso, assistência técnica.

Acredito que alem desses dois sinais de fomento a geração de emprego, teríamos outros que ao longo da campanha eleitoral de 2012 poderia ser discutido por nossos candidatos a prefeitos e a vereadores.  

1 comentários:

Welliton Resende disse...

Execelente a matéria!

Postar um comentário

Para fazer comentário use sua Contas do Google como a do gmail, orkut entre outros. Qualquer comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do seu autor.Comentários com palavras ofensivas e xingamentos serão excluídos.É livre a manifestação do contraditório desde citado o titular. De já agradeço.